Olá, sou a Matilde e vou contar uma história!


  Olá! Tudo bem??
  Eu sou a Matilde Quaresma do clube de leitura.Hoje eu vou falar sobre um livro muito engraçado e que eu pessoalmente gosto muito❤
  O livro é o RAPAZ DE BRONZE
  O livro passa-se num jardim de ricos onde de noite as plantas e as estátuas ganham vida de noite.
  O rapaz de bronze é quem manda no jardim durante a noite e é uma estátua que vive no meio de um lago numa rocha como se fosse uma ilha.
  Havia vários tipos de flores um deles sendo os gladíolos que era um tipo de flores muito vaidoso que se achavam as melhores flores mas na verdade tinham inveja de algumas flores mas simplesmente não contavam ninguém.
   Um dia nasceu um gladíolo que tinha duas amigas mas essas amigas eram da estufa mas isso não o impedia de as ver e falar com elas todos os dias.
  Uma noite o gladíolo foi ao pé de uma grande árvore e a árvore deixou-a subir os ramos para ela ficar tão alta quanto ela e pela janela viram uma grande festa e a árvore como era muito antiga e já estava lá a muito tempo e conhecia toda a gente da festa e ia explicando ao gladíolo quem era quem.
   Passado algum um tempo o gladíolo teve uma ideia:"vou fazer uma festa de gladíolos".Mas para fazer uma festa tinha de pedir permissão ao rapaz de bronze.
   Rapaz de bronze no principio não gosto da ideia mas depois aceitou.Então o  gladíolo foi contar a sua ideia às suas amigas e elas ajudaram-no a fazer tudo e decidiram fazer uma reuniam mas essa reuniam era só para alguns tipos de flores.
   Para fazer chegar a mensagem da reuniam às flores eles decidiram chamar as borboletas.Enquanto as borboletas entregavam os convites elas iam ter com outros tipos de flores e diziam o que estavam a fazer o que causou muita confusão pois houveram muitas flores que ficaram indignadas por não terem sido convidadas mas tudo por fim se resolveu.
                                 NO DIA SEGUINTE NA REUNIAM 

  As flores estiveram a falar e viram que tinham uma jarra de pedra vazia e lembraram-se que na festa dos humanos estava uma jarra com flores, então se os humanos metem flores nas jarras as flores mentem humanos nas jarras e começaram a pensar numa menina tão bonita quanto uma flor e lembraram-se da filha do jardineiro a Florinda.
  De noite foram ao quarto da Florinda e perguntaram-lhe se ela queria ir fazer de flor numa jarra ela nem acreditava no que via mas aceitou.
  Começou a festa mas a Florinda como não sabia de nada o gladíolo foi lhe explicando tudo sobre a festa
  No dia seguinte Florinda foi dizer as amigas o que viu e elas gozaram com ela e ela achou que tinha sido tudo um sonho.
  Quando ela tinha 15 anos o pai pediu para ela ir lá fora e o gladíolo perguntou-lhe se ela se lembrava e ela disse que pensava que tinha sido um sonho mas passado uns segundos ela disse sim lembro-me de tudo agora!
  A moral da história é nem tudo o que é bom de mais para ser verdade é mentira e nós temos de acreditar. 

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Campanha dos Miúdos a Votos!

Momentos de Leituras-1 Por Hugo Batoca- Diário de Anne Frank